13 de fev de 2017

Testes dos lápis MAPED

Saudações!

Até que enfim, os desenhos que complementam a postagem da resenha dos lápis MAPED aquareláveis ficaram prontos e de certa forma, depois de utilizar ostensivamente esses lápis, posso dizer que mudei de opinião em relação a algo que disse lá na primeira postagem.

Como vocês devem saber, já havia utilizado esses lápis para finalizar um desenho antes, mas não gostei do resultado. Depois de observar bem, achei que ele não tinha ficado bom. Não sei dizer se isso foi excesso de alto crítica ou uma visão mais realista do resultado. Enfim, resolvi fazer outros desenhos por conta disso.

Para desenvolver esses desenhos, utilizei papel Canson Desenho 200g no formato A4 e optei por não fazer a arte final de nenhum deles (lineart), apenas colori ou aquarelei.

Outra coisa que resolvi fazer, foi não criar nenhum tipo de fanart ou desenho de estampa. Queria me sentir livre para errar nesses desenhos, por isso desenhei as primeiras coisas que vieram à minha mente.

No desenho a seguir, utilizei apenas os recurso de coloração dos lápis, seja utilizando traços, fazendo sobreposição de camadas suaves ou pesadas, além de utilizar o lápis branco para misturar as cores de algumas áreas. 


Os lápis trabalharam muito bem e eu preciso reiterar, as minas são muito macias e os lápis são bem confortáveis, o formato triangular ajuda muito.

Como esse papel tem uma textura expressiva, para dar definição a algumas áreas, precisei utilizar alguns marcadores e nesse caso, trabalhei nos contornos com as canetas Stabilo e as aquareláveis da Faber Castell.

No desenho a seguir, a ideia era aquarelar as minas para ver como as tintas reagiam com técnicas de pintura e o resultado não poderia ser melhor.



Optei por não saturar demais a pintura, pois queria observar melhor como a tinta reage em contato com o papel e a água. Foi por isso também que utilizei bastante água nessa pintura, inclusive, precisei de um ventilador para acelerar o processo de secagem de cada camada, mas no fim, valeu cada segundo gasto.


Nesse desenho, tentei utilizar o máximo de técnicas de aquarela que conheço, como: sobreposição de camadas, molhar o papel e lascar a mina com a ponta do estilete sobre ele, além de remover a tinta diretamente da ponta da mina com o pincel e de pingar gotas densas de tinta sobre uma área molhada e por aí vai. Novamente, o resultado não poderia ser outro, adorei a pigmentação das minas e a forma como as tintas reagem entre si e em contato com o papel.

Mas o destaque vai para o fato da tinta te permitir trabalhar com aquarelas quase transparentes ou hiper saturadas. É impressionante o poder de cobertura que esses lápis tem. Atrevo-me a dizer que gostei mais de aquarelar esses lápis que os da Derwent, que são profissionais.

Enfim, não acho mais que a MAPED precisa substituir cores dessa caixa, ela precisa mesmo é fazer uma caixa nova que tenha uma gama maior de cores, ou seja, com trinta e seis ou quarenta e oito cores. Só o papel e os lápis sabem, como foi difícil criar outros tons de madeira para o barco. Nele, ter o lápis cor de Ocre ou amarelo escuro faria toda a diferença.

A MAPED esta de parabéns, esses lápis são excelentes.

Abraços e até breve.

4 comentários:

  1. Os desenhos ficaram lindos! Gostei demais da pintura do Tucano <3<3

    Não sabia dessas técnicas de pintura, achei interessante demais lascar a mina numa área molhada, fiquei imaginando a lasca virando aquarela aqui haha'

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou Marina. Acho que nunca fiz um desenho tão rápido quanto esse. Quando você desliga o sensor da crítica pessoal e liga o "folhas", você economiza muito tempo e o trabalho fica bem mais expressivo.

      É mais ou menos assim mesmo, o ponto onde a lasca cai, fica como se fosse um ponto denso de tinta, que vai se espalhando suavemente.

      Eu não sou bom aquarelista, mas as técnicas são muito úteis até para se utilizar com outros materiais como o guache.

      Abraços!

      Excluir
  2. Eu tenho esse lápis e fiquei com vontade de usar ele mais, depois de ler sua resenha...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andrea, fico feliz por saber disso. Esses lápis são muito bons. Depois vou procurar outros materiais Maped para testar.

      Abração!

      Excluir

Aguarde um pouco. Assim que eu ler seu comentário, ele será publicado e terei o maior prazer em respondê-lo.

Agradeço por comentar!

Um abraço e até breve.