8 de ago de 2016

Pentel Arts - Water Colours

Sejam bem vindos caros visitantes!

Hoje, vamos falar sobre o estojo Pentel Arts - Water Colours e espero que se divirtam com a postagem.


Comprei esse estojo há um tempinho, mas nunca dei muito atenção para ele, já que estava passando por um período onde utilizei muito guache e sempre que precisava de aquarela, utilizava a da Sakura que sempre me atendeu muito bem.

Há alguns dias, resolvi abrir a caixa e testar as tintas e até fiz uma postagem falando superficialmente sobre elas, contudo, hoje vamos conhecer melhor este produto.


E para começar a falar sobre essa aquarela, vamos falar sobre seu invólucro. Observem as fotos anteriores, a caixa está bem maltratada, mas não é culpa minha, já comprei assim, ela não estava plastificada, não sei se por culpa da papelaria ou do fornecedor e esse foi o primeiro detalhe que me incomodou.

Quando abri o estojo, fiquei meio abobado com os tubos brancos de tampa cinza, para mim eles são muito bonitos. Em seguida, a primeira coisa que fiz foi abrir um deles e ver a consistência da tinta. Ela é bem pastosa e suave, o que não entendi é que em alguns tubos, antes da tinta sair, saiu um tipo de líquido "oleoso", que ao meu ver, nada mais é que o líquido que mantém a tinta úmida por mais tempo e que provavelmente é médium acrílico ou glicerina. Isso é um pouco estranho, mas no fim das contas não faz muita diferença.

Certa vez coloquei glicerina demais nas minhas guaches e aconteceu a mesma coisa um tempo depois, uma espécie de óleo colorido sujou as outras tintas e era a glicerina que não secou mesmo depois de dias exposta ao ar.

Se não estou enganado, acho que li no blog da Mary Cagnin algo sobre as tintas de aquarela mais profissionais e mais caras não terem esse "problema" de excesso de glicerina na composição. Ela tem nohall para falar isso, é aquarelista há um bom tempo então deve ser verdade.


Os tubos ficam bem protegidos nesse estojo de plástico que fica envolto por uma caixa de papel duro.


Nesta caixa, encontramos as cores: Branco, Amarelo, Amarelo Limão, Verde Amarelado, Verde Viridian, Azul Cobalto, Azul Prussian, Vermelho, Vermilion, Marrom, Amarelo Ocre e Preto. Mas você pode comprar caixas com 18 e 24 cores. Ao meu ver, a Pentel deveria substituir o Amarelo Limão por um lilás ou roxo, é desnecessário ter dois tons de amarelo no estojo, além do Ocre, já que todas as outras cores têm apenas um tom claro e um mais escuro.


O que eu mais gostei nesses tubos, é que além de trazer o nome da cor, eles também são coloridos com cores aproximadas às das tintas e isso ajuda demais na identificação. *..*

A tinta também se espalha bem sobre o papel, observe na imagem acima à esquerda, na escala de diluição da tinta preta, como a tinta úmida invadiu o quadrado inferior. Inclusive, já desisti de tentar controlar essa tinta, ela se mistura às outras ao mais suave toque. *..*

E quanto paguei por esse estojo? Cerca de R$ 30,00 e eu achei pouco, levando em conta a qualidade da tinta, que para mim, que não sou aquarelista, é de excelente qualidade.

Mas essas tintas tem defeitos? Sim, para mim pouquíssimos, mas a tinta branca foi uma agradável surpresa.

Godê de porcelana, interditado indefinidamente para o uso
das tintas da Pentel.
Não sei se sabem, mas não gosto de tinta em tubo. Ao meu ver, essa forma de armazenar tinta desperdiça muito material (apesar de dizerem o contrário) e ocupa mais espaço, além de sermos obrigados a utilizar um godê que precisa ficar reservado apenas para aquela tinta. Ou seja, não posso economizar material e ainda não posso carrega-los comigo o tempo todo, por ter que levar outros materiais em conjunto. Isso me deixa chateado. ò..ó

Outro ponto negativo esta no fato de não fornecerem tubos avulsos para reposição (talvez até tenha e eu não sei). Mas uma coisa boa é que quando é exposta ao ar, essa tinta seca, depois de um tempo basta umedece-la para que volte ao normal.

tinta branca do estojo é bem opaca e tem ótimo poder de cobertura, me lembrou guache Talens. Vejam nos experimentos a seguir:


As cores são bem saturadas, mas entregam tons bem transparentes, translúcidos.

Um ponto positivo em relação ao meu estojo da Sakura, é que essas tintas da Pentel não sobrepõem contornos de nanquim, deixando-os pálidos ou esbranquiçados. Nesse ponto, lembra muito o funcionamento das tintas Aqualine. Desta forma, não preciso retocar os esboços quando finalizo os desenhos.

Eu recomendo essas tintas para qualquer tipo de artista, inciante ou profissional. São boas e custam pouco!

Espero que tenham gostado da postagem, o segundo desenho que estou fazendo e que resultou boa parte das informações da avaliação dessa tinta será parte de outra postagem, caso contrário essa ficaria enorme.

Estou doido para misturar essas tintas com lápis de cor aquarelável. *..*

Essa postagem não foi patrocinada e eu quase me esqueci de dizer isso.

Abraços para todos e até breve.

4 comentários:

  1. Já usei muito a Pentel, acho que a maioria começa na aquarela com ela, porém, com o tempo, percebi que não funciona bem conforme os estudos avançam. Ela é bastante opaca, fica difícil conseguir as camadas de transparência, e o agluinante separa da tinta depois de certo tempo. As tintas não estão baratas, mas ainda assim vale mais a pena investir nas cores essenciais da Cotman ou da Van Gogh do que num estojo 12 cores da Pentel. O bom é pegar uma promoção na Koralle, ainda é a loja com os melhores preços para as aquarelas da linha estudante.
    Abração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário.

      Eu comecei com Faber Casttel escolar... então, você já viu tudo. Engraçado, achei ela mais transparente que a Sakura. o-O É, os meus tubos de tons amarelos (exceto o ocre) já vieram com o aglutinante (que nome chique) separado. ;-( Num futuro, espero, não tão distante, quero comprar a quadricomia básica da Van Gogh (é Talens né, e para eles eu faço reverência), por enquanto, vou me divertindo com essas. O que pesa na Koralle para mim de BH é o frete, sempre é a loja que tem o mais caro de todos.

      Abraços!

      Excluir
  2. Adorei o post, já estou há algum tempo querendo comprar essa aquarela mas ainda não criei coragem, pois acho o preço meio elevado para quem não sabe nem colorir com lápis hahaha
    Parabéns pelo blog, te marquei em uma TAG em meu blog:
    http://livroslapiseafins.blogspot.com.br/2016/08/beda-11-tag.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diovana, então o meu conselho é estudar o lápis de cor aquarelável. Com esse material, você pode estudar as duas técnicas ao mesmo tempo e não se esqueça, não podemos dar um passo maior que nossas pernas. Vá com calma, para fazer algo que gostamos, temos todo o tempo do mundo.

      Obrigado pelo comentário, vou conferir seu blog.

      Abraços!

      Excluir

Aguarde um pouco. Assim que eu ler seu comentário, ele será publicado e terei o maior prazer em respondê-lo.

Agradeço por comentar!

Um abraço e até breve.