3 de jun de 2016

Pinceis Sinoart - Resenha

Saudações visitantes.

Hoje vamos falar sobre pincéis, para ser mais exato, hoje vamos falar sobre o kit de pincéis Sinoart.

* - Sinoart
Há um tempo, comprei esses pincéis para testar e volta e meia, usava um ou outro para pintar um detalhe aqui e outro ali. Nunca os utilizei por muito tempo e geralmente gostava muito dos resultados obtidos com eles.
** Romartes

No desenho da penúltima postagem que fiz, resolvi coloca-los à prova e me surpreendi. Recentemente tenho utilizado guache em larga escala, geralmente com meus pincéis com reservatório de água. O problema é que esses pincéis são pequenos, e geralmente isso se torna um incômodo quando preciso fazer áreas extensas. Resolvi então apelar para os pincéis da Sinoart e fiquei encantado.

Tão breve quanto possível, escolhi os preferidos e destaquei do conjunto de doze pincéis, em seguida, cerrei seus cabos para que pudessem ser carregados na mochila, dentro de uma bolsinha de lápis de cor. Sei que o invólucro dos pincéis protege muito bem, mas não dá para andar com aquele tubo dentro da mochila para cima e para baixo, então, precisei adaptá-los às minhas necessidades.

Vou reiterar, essa postagem também não é patrocinada.

Enfim, vamos à análise.

O tubo que protege esses pincéis é de papelão bem duro, tem tampa com face transparente e é grande. Ele precisa proteger os pincéis sem danificar as pontas e isso, ele faz muito bem.

Os pincéis são grandes, leves e confortáveis de se manusear, ótimos para quem pinta em tela com cavalete. Já a madeira do cabo, até hoje tenho minhas dúvidas se é resistente à água ou não. Ela parece ser bem fraca, já que a madeira não foi envernizada. Mas isso pode ser só impressão minha, mesmo por que, até hoje, não tive problemas com eles.


As virolas são prateadas, provavelmente são de alumínio e parecem estar bem firmes na madeira.

Se houvesse um escala de maciez para as cerdas dos pinceis, diria que essas são de maciez intermediária. Ou seja, não são tão duras quanto as cerdas dos pincéis de pelo de porco (indicados para pintura a óleo por empasto), nem são tão macias quanto as cerdas dos pincéis de pelo de boi ou de marta (indicados para aquarela). Em resumo, eles são perfeitos para guache ou para tintas mais pastosas como a acrílica ou óleo. E o melhor de tudo, são cerdas sintéticas.


O preço, cerca de R$ 49,00, dividido pela quantidade de pincéis, doze unidades, resulta em cerca de R$ 4,00 por pincel. Preço baixo, se levar em conta a qualidade dos mesmos.

Achei desnecessário ter seis exemplares de cada tipo de pincel (números 02, 04, 06, 08, 10 e 12), chato e redondo (cônico). Se pudesse, iria sugerir à Sinoart, produzir o kit econômico com apenas três exemplares de cada ou mesmo, retirar quatro pincéis desse kit e acrescentar, dois tamanhos de pincel língua de gato e dois pincéis leques. Assim, creio que esse kit seria mais que perfeito, uma ótima opção de entrada para o mundo das artes, principalmente se eles mantivessem o preço. – Correção: eles já possuem um kit parecido com esse, mas custa mais de R$ 70,00.



Enfim, eu recomendo o kit da Sinoart para qualquer um, com a ressalva de que não gostei muito de utilizá-los com aquarela. Não sei explicar o que aconteceu, só não gostei. Depois vou tentar utilizar esses pincéis com aquarela mais uma vez, talvez entenda o que não me agradou e atualize a postagem. Não estou dizendo que eles são ruins para aquarela "pessoas", "euzinho" não gostei de utiliza-los com aquarela e "ponto", opinião pessoal. _ Gente a Lidiane compartilhou a opinião dela sobre esses pincéis, contudo, empregados na pintura com aquarela, confiram nos comentários.

Imagens externas: 

Desde já, agradeço mais uma vez o apoio de vocês.

Abraços e até breve.

6 comentários:

  1. Ótimo post! Vc já viu os marcadores tipo Copic da Sinoart? Confesso que o preço é bom se comparado com a Copic, mas não sei a qualidade desses marcadores, as cores tb são boas mas as pontas são tipo dura e chanfrada enquanto que as da Copic são pincel e chanfrada. Eu prefiro pincel massssss esse preço da Sinoart tá convidativo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brigit, vi sim, assisti uma resenha deles em vídeo do canal da Editora Cras. O vídeo explica como funciona, a qualidade da ponta, duração de tinta e etc (https://www.youtube.com/watch?v=X46j4iAL6BY). Mesmo assim, marcador é muito caro para comprar e para manter, isso é que desanima. Por enquanto, fico com meus seis tons de cinza da Copic que tá ótimo. kkkkk

      Obrigado pelo comentário, que bom que gostou.

      Excluir
  2. Mateus, que bacana saber sobre esses pincéis!
    Ótimo post.

    artistadefimdesemana.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari, obrigado pelo comentário e pelo elogio. Eles são muito bons, quase não uso mais meus pincéis com reservatório de água por causa deles. kkkk

      Abraços!

      Excluir
  3. Eu tenho esses pincéis com outro nome, IPaint, comprei na Koralle. São iguais aos da Sinoart, acredito que seja a mesma importadora. Gostei muito para aquarela, tenho usado bastante para os exercícios do curso da Sabrina Eras, mas o cabo realmente é muito frágil e começa a escurecer com o tempo e o contato com a água, mesmo com cuidado. É o único ponto frágil que vi. :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Lidy, nada melhor que alguém que usa esses pincéis com aquarela para concluir a postagem. Agradeço pelo acréscimo!

      É chato isso, os pincéis são muito bons, até estou pensando em envernizar eles para não ter dor de cabeça.

      Agradeço pelo comentário.
      Abraços!

      Excluir

Aguarde um pouco. Assim que eu ler seu comentário, ele será publicado e terei o maior prazer em respondê-lo.

Agradeço por comentar!

Um abraço e até breve.