4 de mai de 2016

Faber Castell Grip Matic 0.7 - Resenha

Saudações caros visitantes.

Faz um bom tempo que não posto avaliação de materiais no blog e para vocês não ficarem com saudades, hoje tem mais um drops. Que já vou adiantar, não é um post patrocinado.

Já tenho essa lapiseira há um bom tempo, na época que comprei, procurava uma ferramenta prática a fim de aumentar a velocidade com que produzia meus desenhos, mesmo os esboços que faço no ônibus às vezes. Procurei na internet e encontrei o anúncio dessa lapiseira em um site de materiais de escritório, logo fiquei muito interessado, fui a papelaria fiz o teste e gostei instantaneamente.


Modelo Slim
 Na papelaria, encontrei duas opções de modelo, nas cores vinho, verde, azul e preto, uma fina (corpo arredondado) e a outra robusta (corpo triangular). Escolhi a robusta, basicamente pela espessura da borracha e pela empunhadura, já que ambas possuem a área para segurar emborrachada e são muito confortáveis. Além da borracha, essa lapiseira tem um sistema muito legal que permite usá-la sem que seja necessário pressionar o botão que libera o grafite a todo instante. Digamos assim, ela é “automática”.
Modelo Robusto

Depois de um tempo, entendi como funciona o sistema de liberação de grafite. Na verdade é muito simples, você não precisa pressionar o botão, por que ele é muito sensível a pressão. Então quando você apaga algo com a borracha, pressiona suavemente o botão e ele libera um pouco do grafite. Dessa forma, temos a ilusão que o grafite nunca precisa ser liberado ou que a lapiseira é automática, liberando o grafite sem nossa interferência. Ponto muito positivo para a Faber Castell.

Outro ponto positivo, está no fato do compartimento da borracha aceitar praticamente qualquer borracha de 6 mm disponível no mercado. Ele também libera a borracha a medida que giramos seu corpo, o que dá controle quase total de uso do bastão de borracha.


Optei pela lapiseira de grafite 0.7 mm, ele é mais resistente. Ela é utilizada em condições adversas, por exemplo, em um ônibus onde a trepidação facilita a quebra do grafite ao desenhar. 


Enfim, levando em conta o custo dessa lapiseira, cerca de R$ 9,00 a versão fina e R$ 12,00 a versão robusta, avalio esse material como uma excelente compra. Resistente e funcional, indicada para ilustradores, para uso escolar ou no escritório. É muito bom poder ter à sua disposição, no mesmo material, uma excelente lapiseira e uma borracha de qualidade, na espessura certa para fazer qualquer desenho.

Espero que tenham gostado da postagem.

Abraços e até breve.

5 comentários:

  1. Que lapiseira linda - e funcional! Gosto de usar aquelas lapiseiras-borracha, tenho a da própria Faber, mas se puder unir 2 materiais em 1, melhor ainda.
    Excelente resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também gosto delas e tenho três, duas da Tombow e uma da Pentel. kkk Mas quanto menos materiais carrego, menos peso coloco na mochila.

      Obrigado mais uma vez pelo comentário.

      Excluir
  2. Caramba quando vi as fotos, imaginei que elas seriam uma fortuna, mas são bem baratas pelo que você descreveu... se consegue desenhar no ônibus??? você é ninja mateus hausdhuasuhaus...

    Excelente resenha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço pelo comentário Marcelo.

      Elas são baratas mesmo. Mas eu não desenho no ônibus, apenas esboço. Ninja, ô, claro... to quase aprendendo o Rasenshuriken Twist Carpado, nem o Kakashi copia esse. kkkkk

      Excluir
    2. Hahahahahaha

      Excluir

Aguarde um pouco. Assim que eu ler seu comentário, ele será publicado e terei o maior prazer em respondê-lo.

Agradeço por comentar!

Um abraço e até breve.