11 de mar de 2016

TAG - Descobrindo novos blogs

Saudações caros visitantes!

Pessoal, a Lidiane Dutra me indicou (me colocou em uma frigideira quente isso sim) para responder a tag descobrindo novos blogs, que consiste em:

- agradecer a indicação, colocando o nome e o blog da pessoa que te indicou;
- responder as perguntas abaixo;
- indicar até dez blogueiros para responderem a tag e avisá-los do convite;
- formular dez perguntas para os blogueiros responderem;
- deixar o link da tag respondida nos comentários.

Primeiramente, vou agradecer à Lidiane pela indicação, não conheço muitos blogueiros, mas vou fazer o possível. Também não tenho costume de fazer TAG's então tenham paciência.


Perguntas que recebi

1. Qual é a sua primeira lembrança relacionada à arte?
    Lembro que desde criança, adorava desenhar o rosto das pessoas. Falei disso na aba Sobre, onde conto como e quando comecei a desenhar.

2. Com quantos anos você começou a desenhar?
    Acredito que assim que nasci, procurei lápis e borracha, a fim de tentar representar artisticamente o interior do útero da minha mãe, como não encontrei, tive que esperar até ficar mais velho para começar a me expressar visualmente.

3. Quando descobriu que a arte poderia ser sua profissão?
    Infelizmente ainda não pude transformar esse sonho em profissão, mas acredito que se pudesse fazer isso, com certeza seria mais feliz com meu trabalho. O chato é que toda vez que eu me sinto pressionado para produzir arte, empaco igual mula. Por isso, apesar de querer, não sei se conseguiria trabalhar como artista.

4. Qual é o seu material favorito?
    Antigamente poderia dizer com certeza que era o guache Talens, hoje fico em dúvida entre ele e a aquarela em pastilha da Sakura, além de carregar a culpa por gostar de arte digital. Como é bom ser uma metamorfose ambulante.

5. Qual é o seu maior desafio artístico?
    Ultimante, praticamente tudo! Não dê risadas, o negócio é sério. E isso vem dificultando cada dia mais e mais produzir qualquer tipo de desenho ou pintura. Me sinto infectado pelo vírus da perfeição e essa infecção aumenta quando visito muitas redes sociais, como isso é um conceito, é inatingível. Fico tristinho e não consigo desenhar nada ou jogo tudo que desenho fora. Nossa, que drama mexicano!

6. Qual é o seu artista favorito?
    A lista é extensa, desde ilustradores a criadores de animes, mas vou me ater ao último artista que me encantou, um dos deuses da ilustração e da animação Hayao Miyazaki, um dos criadores do Studio Ghibli e responsável por animações como A viagem de Chihiro e o Castelo Animado.

7. Se pudesse escolher uma trilha sonora para sua vida artística, qual seria? 
    Nossa, essa é difícil, mas faria um misto entre Legião Urbana, Emicida e Linkin Park. Sei que é uma mistura no mínimo estranha, que não se encaixa. Mas juntos, esses artistas conseguem dizer dizer muito do que eu gostaria. Qualquer música do jogo The legend of Zelda - A link to the past também já seria o suficiente. (Não! Já disse que o Link é o menino de capuz verde com a espadinha, Zelda é a princesa que ele tem que salvar, loirinha que se deixa capturar só pra ver o Link no aperto.)

8. Qual ilustração sua você considera seu maior orgulho?
    Essa é impossível de responder, contudo acredito que todos os desenhos que fiz antes de aprender a desenhar (do pouco que sei) ou mesmo a colorir e pintar. Nessa época, eu não percorria o caminho, trilhava, desbravava e isso era fantástico. Descobrir sozinho como fazer qualquer coisa é incrível e infinitamente mais difícil.

9. Você já tentou desenhar com a sua mão esquerda (ou direita, para canhotos)? Como ficou?
    Já e nem se eu fizesse um compilado de todos os palavrões do mundo, teria feito algo tão feio. Sou um desastre com a mão esquerda, mesmo utilizando ela para fazer tudo na vida, não sou nada sem minha mão direita.

10. Mostra pra gente uma imagem do seu mais recente trabalho.




Como conheço poucos blog's de desenho e ilustração, vou indicar poucas pessoas, mas sinta-se à vontade para responder essa TAG você também e deixar nos comentários.


Minhas perguntas

1. Por que se tornou um(a) artista?
2. Qual é sua maior motivação para continuar pintando?
3. O que você não gosta no mundo da arte?
4. Qual é sua técnica e material favorito?
5. Você teve alguma inspiração que te levou a se tornar um artista?
6. O que você acha da frase? - Você tem muito talento para pintura.
7. Essa eu tive que copiar da Lidiane: Você já tentou desenhar com a sua mão esquerda (ou direita, para canhotos)? Como ficou?
8.Você gosta do estilo de desenho dos mangás ou das HQ's? Tem predileção por algum personagem ou revista?
9. Se você pudesse se transportar agora para qualquer lugar no tempo e espaço, para onde e quando iria?
10. A cada dia, mais e mais, a animação 3D toma o lugar das animações 2D, acredito que se continuar assim, essa técnica deixará de existir. Fale um pouco sobre isso.

E essas são minhas indicações:
Caixola, Cappuccino com Naneh Chan, Rosali Colares, No canto da mesa, Silvia Menezes, Fada Mariposa, Viajante das letras, Estúdio Brigit

Abraços e até breve.

7 comentários:

  1. Olá!
    Gostei das perguntas e ainda mais das respostas. Me vejo nelas em muitas palavra suas. Ah, adoro Sakura, já gravei um video onde mostro minha bolsinha de arte e falo a palavra Sakura 19 vezes em 20 minutos. E tb adoro qualquer jogo Zelda com o Link de herói.
    Adorei a entrevista, parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, está intimada também à participar da TAG.

      Excluir
    2. Obrigada Mateus, mas quase não frequento outros blogs então tá difícil de indicar alguém. =))

      Excluir
  2. Mateus, que incríveis as tuas respostas! Muito obrigada por responder à tag, você se saiu muito bem da frigideira hahahhaha
    Curti tanto as tuas perguntas que vou responder aqui nos comentários:
    1. porque sempre gostei de desenhar e sempre tive apoio em casa, acho que isso é fundamental (até mesmo porque chega uma época da vida que existe uma super pressão para a pessoa "arrumar um emprego de verdade" --')
    2. a vontade de aprender cada vez mais e de me superar. Não desejo imitar ninguém ou ser o próximo Picasso, só quero ser a Lidiane, um pouco melhor
    3. EGOS, EGOS POR TODOS OS LADOS *GRITA*
    4. Grafite, e o lápis Mars Lumograph 4B
    5. Eu tive uma grande inspiração quando voltei a desenhar, depois da faculdade, que foi a Fernanda Guedes. Depois disso, a Sylvia Ji
    6. Eu acho que as pessoas precisam parar de acreditar em talento, pois muita gente nem chega a desenvolver sua arte, por acreditar que não o possui (ou ser levada a acreditar nisso)
    7. Já, mas não vale, porque foi um exercício de cognição durante a faculdade, para entender como as crianças desenham. Mas ainda quero retomar esse ponto
    8. Adoro e tenho toda a coleção da Sailor Moon. É preciso acabar com o preconceito em relação aos mangás
    9. Eu viajaria uns 50 anos a frente, só pra ver se o facebook deixou de existir (assim não precisaremos mais ler textão)
    10. Eu não acredito que vá acabar, mas sim acontecer o mesmo que a fotografia em relação à pintura; o cinema em relação ao teatro; a Tv em relação ao cinema e, mais recentemente, o e-book em relação ao livro físico. As coisas vão continuar coexistindo, cada uma servindo ao seu propósito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por responder Lidiane!

      Adorei suas respostas, quanto à última, é como se fosse virar algo de nicho. O que mais me entristece é ver as animações japoneses começando a incorporar o 3D em suas animações 2D, gosto dos dois tipos de animação, mas anime precisa permanecer como é, deixar o 3D para animações da Disney. Um bom exemplo disso é o Knight's of Sidonia, que é 3D, com aparência de 2D. Aí os personagens ficam com movimentações estranhas, meio robóticas. Enfim, obrigado mais umas vez por comentar, abraços e até breve.

      Excluir
  3. Oi Mateus!
    Então, depois de 3.410 anos, vou responder a TAG! O bom é que são perguntas que eu mesma nunca tinha feito, e nunca tinha pensando a respeito... Prevejo um fim de semana pensativo. Eu tinha vindo aqui antes, e já toinha visto, mas vou te responder só agora.
    Vamos lá:
    1. Não sei bem como começou isso, pq não era um plano que eu tinha... A minha mãe começou a me incentivar, então eu comecei a desenhar e não parei amis. Mas eu não me considero uma artista, eu acho que sou alguém que tem uma facilidade com desenho e pintura. Isso pq eu aprendi estudando psicologia, que ser artista tem a ver com criar. Eu raramente crio, então acho que ainda falta um pouco.
    2. é ver a minha evolução. eu quero ser cada vez melhor.
    3. O que eu não gosto são as panelinhas que tem muito aqui na minha cidade. A Lidiane é de Rio Grande também, então ela sabe como aqui funciona. Panelinha tem em todos os lugares, mas RG é um caso a parte, pq aqui o negocio é punk demais. Outra coisa que eu não gosto é do fato que a profissão não é vista como "profissão", as pessoas acham que é muito fácil, e que a gente pode ser explorado.
    4. Apesar que eu desenho bastante com bico de pena, eu gosto de pintar em telas. To pretendendo fazer mais vezes.
    5. Acho que a minha inspiração começou na infancia. Eu não gostava de desenhar, eu achava chato. Mas eu gostava de passar horas vendo ilustrações, e isso que parecia bem inocente acabou me marcado. Mas não era qualquer ilustração, tinha que ser umas paradas loucas. Tinha que ser monstro, simbolos, plantas, coisas obscuras... Coisas que me inpessionassem.
    6. Talento é relativo. Tem gente que acredita que tem talento e nao precisa aprender, e dai para de progredir. E tem pessoas que de inicio não tem muita desenvoltura, mas persistem e acabam se superando (e sambando na cara da sociedade). So talento não basta, tem que praticar.
    7. Já tentei, e ficou tudo errado, mas eu gostei.
    8. Eu não via desenhos na infância e nem na adolescência, e também nunca fui de ler quadrinhos. Mas hoje eu to gostando, e eu prefiro mangas, e animes, por causa da narrativa e pelas historias. Eu gosto da Candy Candy (mas é bem triste) e de Full Metal Alchemist.
    9. Queria ser ryca e morar num vilarejo bem pequeno da Espanha, numa casa simples. De lá eu produziria meus desenhos.
    10. Eu acho que não vai acabar, pq sempre tem pessoas interessadas e que vão dar um jeito de continuar produzindo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu agradeço a resposta Rosali. Desculpe responder tanto tempo depois, estava agarrado demais.

      Adorei essa ideia de que o artista é quem cria, levando isso em conta, estou no mesmo barco que você. Tenho dificuldades para criar desenhos ou fazer pinturas do nada. Agora, essa de facilidade com desenho eu não engulo, você desenha demais!

      A terceira resposta, eu não conheço outros artistas de Belo Horizonte (que eu tenha contato), mas imagino o que é isso. Infelizmente não trabalho como ilustrador, então não passei por isso ainda.

      Eu tenho preguiça, isso mesmo preguiça de trabalhar em formatos maiores que o A4. Já pintei telas à óleo, mas dá tanto trabalho e gasta-se tanto tempo, que não tem como, minha vida atualmente não permite isso. ;-(

      Adorei a quinta resposta.

      Legal, eu sempre assisti desenhos animados, adoro ler e adoro qualquer tipo de animação, infantil ou não. Gostei muito de ler mangas e revistinhas em quadrinhos (tipo Turma da Mônica e Disney), mas não gostei muito de ler HQ's (acho muito superficial, diálogos ruins, apesar de adorar o estilo de desenho). Sou fã de Full Metal tbm.

      A Europa no todo me fascina, se eu ganhar na MegaSena kkk, vou fazer um tour por todas as cidades do velho mundo.

      Tenho esperanças de que realmente aconteça como você diz, adoro animações como ToyStory e Madasgascar, mas sou fã de filmes como a Viagem de Chihiro e as Bicicletas de Bellville, quando assisto, é quase como se estivesse entrando em uma realidade virtual, não vejo nada ao redor.

      Agradeço mais uma vez Rosali, pela resposta e pela ilustre visita.

      Abraços!

      Excluir

Aguarde um pouco. Assim que eu ler seu comentário, ele será publicado e terei o maior prazer em respondê-lo.

Agradeço por comentar!

Um abraço e até breve.