6 de jan de 2015

Pincel com reservatório – Aqua-Flo

Bom dia caros amigos e amigas.

Faz um bom tempo que estou longe do blog, más não me esqueci dele. Como sempre, não estou tendo tempo para nada.

Há alguns dia, recebi em casa um kit de pinceis com reservatório da Royal & Langnickel, o Aqua-flo, concorrente do pincel com reservatório Koi Water Brush da Sakura (daqui em diante abreviado para Koi W.B.). E antes de perguntarem o porquê, vou responder, queria mostrar para vocês uma alternativa mais barata e acessível em relação ao Koi W.B.



Sei que podemos fazer nossos próprios pinceis com reservatório, a Nane demonstrou isso, depois fiz o mesmo. Más se você estiver com preguiça, confira a análise a seguir.

Não fiz nenhum desenho específico para essa postagem, por que, o pincel Aqua-flo é muito parecido com o Koi W.B., contudo, nas próximas postagens vou identificar com qual pincel com reservatório de água a pintura foi feita. Então, vamos à análise.

Preço

Comprei o kit na internet, na loja Casa da arte, custou R$ 28,00 e vem com três pincéis, um com ponta fina, um com ponta média e um com ponta grossa. E essa é a primeira vantagem em relação ao Koi W.B.

Provavelmente, você encontrará facilmente o Koi W.B. Médio para comprar, o modelo Fino ou Grosso é mais raro e apenas uma unidade de qualquer um desses pinceis custa cerca de R$ 20,00.

Embalagem

Os três pincéis são disponibilizados em uma embalagem de plástico simples, no verso tem uma explicação de como utilizá-lo. A única diferença é que a Royal e Langnickel (daqui em diante abreviada para R&L) recomenda guarda-lo seco, ou seja, sem água no reservatório.

O Koi W.B. possui uma tampa para o reservatório que permite guarda-lo seco sem precisar jogar a água fora após o uso. Ponto positivo para a Sakura.

O Aqua-flo pode ser dividido em ponta com cerdas, tampa e reservatório.  O pincel é muito simples, por isso não tentei desmontar sua ponta. A ponta com as cerdas, gira no sentido horário.

A tampa do Aqua-flo é seu ponto mais negativo, ela não fixa bem ao pincel, não veda e sempre solta dentro da bolsa de materiais. Sem isso esse pincel perde o poder de ser uma ferramenta portátil.

Comportamento

Os pincéis Koi W.B. liberam água lentamente através das cerdas, seu processo de controle de água é um pouco mais complexo que o Aqua-flo o que lhe permite ter controle absoluto sobre a umidade das cerdas.

Os pincéis Aqua-flo possuem um processo de controle da água muito simplificado, veja no esquema a seguir. Por isso, o controle de água dele não é muito eficiente, aperte o reservatório com força demais e o pincel vai molhar todo o papel ou a paleta. O interessante é que se você não apertar, o pincel ficará sempre úmido, minto, ele fica molhado, quase pingando, permitindo trabalhar bem com técnicas aguadas.

Outro problema que você pode ter com ele é que a tinta dissolvida, pode voltar parar dentro do reservatório. Aconteceu comigo, enfim, o processo de controle de fluxo de água dele é muito simples mesmo e permite que esse tipo de coisa aconteça.

As cerdas do pincel Aqua-flo são de pelo sintético Taklon, material muito encontrado em pinceis de pelos sintéticos comuns. Essas cerdas são de excelente qualidade, tão boas e macias quanto às do Koi W.B. que são de Nylon.


Observe em detalhes: não há nada entre o reservatório de água e o círculo perfurado
que prende as cerdas, isso faz com que a água não encontre resistência na hora de sair.


Qualidades principais

Disparadamente, o preço é a melhor qualidade desse pincel, más, o reservatório de água grande e a marcação de cor que diferencia as espessuras de cada pincel também são pontos muito positivos. A Sakura até disponibiliza o Koi W.B. com um reservatório de água maior, contudo, para adquirilo você precisará comprar um estojo Koi Water Colors.

Defeitos principais

A tampa e o fluxo excessivo de água.

Considerações finais

Recomendo esse material. Ele é barato, funciona tão bem quanto o Koi W.B. e serve perfeitamente como pincel com reservatório de entrada. A qualidade do Koi W.B. é superior, isso não é questionável, más podemos fazer adaptações nesse material para que ele funcione melhor, observe a seguir.

Adaptação  1 – O fluxo de água
Se você quiser aumentar o controle sobre o fluxo de água, corte um pedaço de esponja com 1 cm² por 3 mm de espessura e insira dentro da ponta do pincel, entre o reservatório e as cerdas. Isso diminuirá o fluxo de água e evitará que a tinta seja sugada pelo reservatório.

Adaptação 2 – A tampa
Para melhorar a aderência da tampa, você pode enrolar as partes do pincel que entram em contato com ela em fita adesiva transparente.

Se você fizer a adaptação 1 e 2, você corrige outro problema, o de poder carregar o pincel com água e transforma o Aqua-flo em um pincel tão bom quanto o Koi W.B., pagando muito menos por ele.

Espero que tenham gostado da postagem, se esqueci de alguma coisa ou se aprender algo novo sobre o Aqua-flo, atualizo a postagem depois.


Desde já, agradeço a atenção e até a próxima.

10 comentários:

  1. Eita! Que boa essa alternativa mais baratinha para os pinceis, heim! O post ficou bem completo e esclareceu várias dúvidas que foram me dando ao longo da leitura. Minha principal insegurança é em relação ao vazamento de água, pois esse tipo de material eu gostaria de levar na bolsa pra lá e pra cá, e por isso tenho medo de molhar tudo. Será que as adaptações 1 e 2 resolvem mesmo o problema? Oh dilema!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Nane.

      Posso afirmar que o pincel fica seco mesmo. A ponto da adaptação dois ser feita mais para proteger as cerdas do que para evitar o vazamento.

      Quando você coloca a espuma/esponja no pincel, ela funciona mais ou menos como uma válvula que só se abre quando você preciosa o reservatório. Procure utilizar uma espuma fininha, que o controle fica melhor ainda. Desta forma você faz com que essa válvula fique mais suave. Estava pensando em testar estopa, mas ainda não vi necessidade disso.

      Infelizmente, quando utilizei os pinceis com Aqualine, mesmo com a esponja, a tinta voltou para o reservatório.
      Felizmente, descobri que esses pinceis são muito bons para se utilizar com Guache, sem espuma mesmo.

      Também percebi que algumas cerdas soltaram (uma ou duas em cada pincel), quando resolvi exigir mais deles e os utilizei com a tinta guache mais pastosa, quase seca. Vou observar se isso foi algo isolado e atualizo o post depois.

      Não tive problemas com a aquarela em pastilha e não testei com lápis aquarelável ainda, na verdade, acho que não é necessário.

      Até breve.

      Excluir
    2. Será que acho fácil?
      A sua foi comprada em papelaria física ou loja virtual?

      Excluir
    3. Nane, fiz a compra em loja virtual, no site Casa da arte que fica na Mooca, em São Paulo.

      Compro muita coisa pela internet, más material de arte foi a primeira vez.

      Gostei, chegou em casa rapidinho. Contudo, percebi que o interessante é comprar várias coisas de uma vez só, assim você economiza no frete.

      Nane, ontem fiz alguns testes e percebi que se você variar a quantidade de espuma dentro do pincel, você consegue fazer com que ele libere menos ou mais água. No pincel de ponta fina, coloquei mais espuma, assim posso utilizá-lo mais carregado de tinta para fazer detalhes.

      Excluir
  2. Você tem coragem de colocar tinta dentro dele?????
    Confesso que não me arrisco, você é corajoso....rs
    Adorei o post. Amo produtinhos BBB (bom, bonito e barato).

    ResponderExcluir
  3. Silvia, coragem não é bem a palavra certa, é mais loucura mesmo. kkk

    Já fiz esse teste, com o Koi W. B. quando coloquei nanquim dentro dele, más não deixei a tinta lá por muito tempo.

    Fiquei com medo da tinta secar e danificar permanentemente o pincel. Más deu tudo certo, lavei ele muito bem e não restou um vestígio da tinta no pincel ou no reservatório.

    Nesses, ainda não testei com nanquim.

    Gosto muito de materiais baratos, por isso tento sempre testar os produtos escolares ou universitários.

    Obrigado pelo comentário.

    ResponderExcluir
  4. Olá! Muito boas as suas explicações. Tenho os pincéis Koi e Kuretake, uma outra marca japonesa, também muito boa. A marca Kuretake é meio difícil de encontrar no Brasil. Eu comprei em um site dos Estados Unidos. Testei com lápis aquareláveis. O resultado é bem interessante. Os da Royal ainda não comprei. Sei de uma Loja que é mais ou menos especializada nos produtos da Royal. Tem loja virtual e física: Pincelar. Talvez vc queira dar uma espiada para comparar os preços.
    Bons trabalhos!
    Att.
    Silvia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário Silvia!

      Sou louco para comprar um pincel Kuretake desses, mas o frete não estava compensando antes da crise, com ela batendo nas portas, ficou muito mais difícil, fico até triste. Mas um dia compro um pra mim. ;-)

      Eu gosto muito dos pinceis com reservatório da Koi, recentemente adquiri um da Derwent (nem falei dele no blog ainda) e ele é melhor ainda, também e quase duas vezes mais caro. Os aquarelistas mais tradicionais não são muito fãns desse tipo de pincel e eu até entendo, mas os meus estão sempre comigo.

      Valeu pela indicação da loja pincelar, vou colocar o link no blog.

      Novamente, agradeço a atenção Silvia.

      Até breve!

      Excluir
  5. Olá Mateus!
    Comprei a caneta pincel e pincéis da Kuretake no site americano — Midwest Scrapbook
    http://www.midwestscrapbook.com. O frete não é caro e vc vai se deliciar com os produtos que eles têm e com os preços!. Não sei se vc curte, mas eles vendem estojos de aquarela cintilante. Parecem os infantis, mas não são. Os pigmentos são fortes e passados em papéis escuros ficam lindos! Comprando até 40 dólares (valor da mercadoria. sem o frete) pode-se até ter a sorte de passar pela Alfândega brasileira sem impostos.
    Fica a dica!
    Abçs,
    Silvia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gente, aquarela cintilante é novidade para mim! Vou ter que pesquisar sobre isso e quem sabe até fazer uma postagem.

      Nossa a loja é muito bacana Silvia, vou deixar o endereço guardado para conferir na hora que resolver comprar mesmo. Quando olhei a Kuretake, acessei o site da Jetpens e o da Amazon.

      No site Jetpens, conta-se com a sorte, o material pode passar direto ou cair na alfandega, o da Amazon já incluía todos os impostos, garantindo a entrega do material sem dores de cabeça. Foi então que fiquei assustado por que o preço foi lá na estratosfera, se compararmos custo/benefício.

      Novamente, agradeço pela atenção Silvia! Quero fazer uma postagem com lojas indicadas para se comprar materiais on-line. Vou colocar a Midwest lá como indicação sua.

      Abraços e até breve!

      Excluir

Aguarde um pouco. Assim que eu ler seu comentário, ele será publicado e terei o maior prazer em respondê-lo.

Agradeço por comentar!

Um abraço e até breve.