5 de dez de 2014

Aquarela em pastilha – Fanart do Super Mario

Bom dia pessoal.

Hoje vou falar um pouco sobre a aquarela em pastilha da Faber Castell.

Realizei diversos testes com o estojo, tanto sendo utilizado como material de apoio quanto como material principal e gostei de todos. No post anterior, até mostrei uma prévia no Minion.

Nesta postagem, quero comparar o estojo da Faber Castell com o estojo da Sakura e mostrar se vale ou não pagar cerca de R$ 20,00 por ele.

Nas horas vagas, fico navegando na internet, sempre observando o material produzido por outros artistas. Certo dia percebi que minhas pinturas de aquarela são muito diferentes do que a maioria e fiquei em dúvida se o que faço é aquarela ou não. Apenas o fato de utilizar um tipo de tinta faz de você um aquarelista?

Apesar de utilizar materiais para aquarela, minhas pinturas possuem cores muito fortes ou muito saturadas, acredito que isso aconteça graças ao fato de ter utilizado guache por muito tempo.

Observe a seguir uma comparação de algumas pinturas que utilizam aquarela clássica com uma pintura minha.



As pinturas acima são do Hector Trunnec.



As pinturas acima são da Rahaf Dk.


A pintura acima foi encontrada no blog Versos da Madrugada, más, não sei se a autoria da pintura é da blogueira ou não, contudo é um ótimo exemplo.


A pintura acima é da Joyce Carmo.


A pintura acima é do Ricardo Rios.



Compare agora com a Feiticeira,
pintada com o estojo Koi Water Colors.

Agora vamos ao comparativo.

Mario - Estojo Koi Water Colors


Fiz um post avaliando o estojo Koi Water Colors, você pode conferir clicando aqui.

Itens do jogo - Estojo Faber Castell

Embalagem

Assim como os lápis de cor aquareláveis, esse estojo da Faber Castell foi desenvolvido para a linha escolar. Sendo assim, a aparência do invólucro do estojo é padronizada.


A tampa é de plástico transparente e além de proteger o material, quando aberta, torna-se uma paleta, ou seja, lhe permite dissolver e misturar as tintas sem a necessidade de adquirir uma paleta avulsa.
A mistura do transparente (cristal) com o preto ficou perfeita, a embalagem é muito bonita, dá gosto de ver, mas se a tampa fosse branca, seria melhor, mesmo sendo menos atrativa.
O espaço que separa as pastilhas é grande e vazado, desta forma não permite que uma cor invada o espaço da outra e isso é perfeito.

Faber Castell, o material é de excelente qualidade, sendo assim, sugiro remover o pincel e substituir por um de qualidade superior, além de acrescentar uma esponja pequena, no estojo tem espaço suficiente para essa modificação. Desta forma o produto pode competir com estojos de marcas conceituadas no mercado e para mim, pode abandonar a classificação de item escolar.

Comportamento

A pastilha dilui bem (não tanto quanto as pastilhas do estojo Koi), rende muito e as cores são brilhantes, vivas e podem ser misturadas entre si para aumentar o tamanho da sua paleta de cores.

Qualidades principais

O preço desse estojo é muito baixo, o preço dos estojos concorrentes gira em torno de R$ 100,00 a R$ 150,00. A qualidade da tinta também é boa e a aparência do estojo que chamou minha atenção.

Defeitos principais

O pincel que acompanha o material é ruim, uma boa justificativa diria que isso acontecer por que o produto faz parte da linha escolar da Faber Castell, para mim isso é desculpa.
Apesar de ser bonita, a tampa do estojo deveria ser de plástico branco e de fácil remoção, além de ganhar uma quantidade maior de divisões. Se observarmos o estojo Koi Water Colors, o plástico branco dele facilita a visualização de como a cor ficará e a paleta é removível.
Assim como no estojo Koi Water Colors, não encontrei pastilhas para reposição do estojo da Faber Castell.

Testando o material


Utilizei caneta gel dourada nos contornos.
Observe o desenho acima e compare com o Mario que foi feito com o estojo da Sakura, praticamente não há diferença alguma.
Utilizando os dois estojos, percebi apenas, que o Koi Water Colors possui uma pastilha com composição química que dilui mais fácil, além de possuir cores mais pigmentadas.

Não sei como os dois materiais se comportam quando o quesito avaliado é o tempo de duração ou resistência da tinta quando aplicada sobre o papel e exposta ao tempo, vento e luminosidade.

Conclusão

Recomendo este material, assim como recomendo os lápis aquareláveis da Faber Castell, como disse anteriormente, são materiais de ótima qualidade mesmo sendo de uma linha escolar.
Se você quer saber como funciona um estojo de aquarela em pastilha de qualidade considerável e não quer gastar muito dinheiro, esse material é perfeito para você. 

4 comentários:

  1. Mateus
    Super legal essa comparação.
    Particularmente não gostei do estojo da faber. Não sei nada sobre aquarela, mas nunca consegui usar esse estojo. Ele sempre me deu a impressão de ser um guache de tão grosso, mesmo diluindo. Talvez o problema seja eu rs,rs,rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Silvia,

      Que bom que gostou da avaliação.

      Tente dar mais uma chance para o estojo, ele é bom. Também não me dou muito bem com aquarela, tanto que por um bom tempo abandonei a técnica de lado.

      Sou muito acostumado com o guache e sempre tento utilizar a aquarela como se fosse o guache, é um vício que preciso abandonar. rsrsrs

      Obrigado pelo comentário.

      Excluir
  2. Ola, gostei do seu blog, bem interessante, gostei das suas artes tbm.
    Mas sobre essa postagem, vc fala da diferença das suas aquarelas pra de outros artistas, das cores saturadas, e eu devo dizer, é por causa do material mesmo, a aquarela da Sakura não tem características de aquarela, o legal da aquarela é a forma que ela se comporta em contato com a agua, o jeito que ela abre, as manchas que ela faz, a transparencia da tinta, pq mesmo concentrada ela tem uma transparencia. E se vc fizer alguns testes com as pastilhas da Sakura vai ver que por exemplo, se vc pingar a tinta em um papel com água a tinta da Sakura não abre, não forma manchas, as cores não se mesclam entre si. A aquarela da Sakura esta mais pra um gouache, inclusive tem algumas marcas como a Caran D'ache que fazem gouache em pastilha, e se vc comparar o estojo da Sakura com o de aquarela da Winsor e Newton e o de gouache da Caran D'ache vai ver que o da Sakura parece mais com o estojo de gouache, tanto no formato como na textura da tinta.
    Se vc quer mesmo experimentar as maravilhas da aquarela e não pode comprar um estojo caro, vale mais apenas usar a aquarela da Koh i noor, o estojo com 24 cores esta entre 60 e 90 reais, sai mais barato que o da Sakura e com muito mais qualidade, e vc realmente vai poder usar como aquarela, até a aquarela da pentel a mais baratinha como aquarela é melhor que da Sakura, não que a marca seja ruim, mas pq sakura não é aquarela de verdade, é gouache. Ou pesquisa direitinho lojas e preços pq os estojos da Sakura hj estão tão caros que se vc pesquisar vc consegue estojos mil vezes melhores pelo mesmo preço, eu comprei um estojo da Van gogh com 15 pastilhas de qualidade maravilhosa e foi 115, um estojo de 12 cores da Sakura hj ta quase isso, so que Van gogh pra aquarelar é mil vezes melhor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja bem vinda!

      Isso sim é um comentário!

      Engraçado, nunca pensei por esse ângulo. Eu uso guache Talens, vou fazer a experiência que disse e tentar ver essa diferença. Mesmo assim, meu problema maior com a aquarela é que eu não entendo a "técnica" direito. Talvez seja culpa do material, talvez seja falta de paciência ou pelo costume com o guache, que com a primeira pincelada, já finaliza a cor. Ele não depende da ação da água, ou do vento ou do papel tanto quanto a aquarela, é mais digamos assim "bruto". A aquarela é delicada e requer paciência e tempo para o processo, talvez seja por isso que eu ainda não peguei o fio da meada.

      Eu sempre fui louco para comprar esse estojo da Koh-I-Noor, inclusive, já vi gente falando muito bem dele e realmente não é caro. O problema é que nesse exato momento, não estou investindo em nenhum material novo, tenho alguns que comprei e nem tive tempo de testar. Dinheiro esta difícil de ganhar para se ficar jogando fora. O estojo Koi, tem séculos que não uso, o da Faber Castell, milênios...

      Pretendo voltar a estudar aquarela assim que possível, inclusive estou louco para usar essa da Faber Castell novamente, agora que já tenho um pouquinho mais de conhecimento sobre os materiais e sobre suas diferenças. Mas o investimento no estojo novo não está descartado, mesmo que seja um mais caro. Acho que tudo tem seu momento para acontecer, e a hora de entender como a aquarela funciona pode estar se aproximando.

      Agradeço imensamente pelo comentário, é quase uma aula grátis. *.*

      Abraços!

      Excluir

Aguarde um pouco. Assim que eu ler seu comentário, ele será publicado e terei o maior prazer em respondê-lo.

Agradeço por comentar!

Um abraço e até breve.